Os dez secretários-gerais da Organização das Nações Unidas

onu o

Hoje vamos novamente falar sobre a Organização das Nações Unidas aqui no Cultura de Algibeira, desta feita para falar sobre toda a sua história de secretários-gerais, a posição máxima na hierarquia desta organização. Com o primeiro secretário-geral a ser apontado ao cargo no ano de 1945, vamos então falar de dez diferentes pessoas ao longo de setenta e cinco anos.

1 – Gladwyn Jebb

A abrir este nosso artigo de hoje temos então Gladwyn Jebb, nascido no Reino Unido e uma pessoa que, por muitas vezes, não é considerado quando se fala de secretários-gerais da Organização das Nações Unidas, uma vez que este foi apenas um secretário-geral interino até à eleição do verdadeiro primeiro secretário-geral. Ainda assim, entre 24 de Outubro de 1945 e 1 de Fevereiro de 1946, este foi o secretário-geral da Organização das Nações Unidas.

2 – Trygve Lie

Seguimos agora então para o primeiro secretário-geral da Organização das Nações Unidas realmente eleito, o norueguês Trygve Lie. O seu mandato enquanto secretário-geral estendeu-se entre 2 de Fevereiro de 1946 e 10 de Novembro de 1952, altura em que este abdicou do cargo.

3 – Dag Hammarskjöld

A 10 de Abril de 1953 iniciou-se então o seguinte mandato de um secretário-geral da Organização das Nações Unidas, desta feita com o sueco Dag Hammarskjöld a assumir a posição até à data da sua morte a 18 de Setembro de 1961, data em que morreu vítima da queda de um avião na actual Zâmbia durante uma missão de paz.

4 – U Thant

Com a morte do anterior secretário-geral da Organização das Nações Unidas, foi eleito U Thant para o cargo mas, inicialmente, apenas para o restante mandato de Dag Hammarskjöld. Ainda assim, nas seguintes eleições, U Thant foi formalmente eleito para a posição e, assim, ocupou o cargo entre 30 de Novembro de 1961 e 31 de Dezembro de 1971, com uma pequena pausa nas suas funções entre 3 de Novembro de 1966 e 2 de Dezembro de 1966, altura em que decorreu a eleição ao cargo deste diplomata oriundo do Myanmar.

5 – Kurt Waldheim

Depois de termos tido o primeiro secretário-geral da Organização das Nações Unidas não europeu, o organismo voltou a ser encabeçado por um europeu, o austríaco Kurt Waldheim. Com o seu mandato a decorrer entre 1 de Janeiro de 1972 e 31 de Dezembro de 1981, este abandonou o cargo após a China vetar o seu terceiro mandato.

6 – Javier Pérez de Cuéllar

Seguiu-se o peruano Javier Pérez de Cuéllar na lista de secretários-gerais da Organização das Nações Unidas, tornando-se o primeiro representante do continente americano neste cargo. O seu mandato durou entre 1 de Janeiro de 1982 e 31 de Dezembro de 1991, altura em que se recusou a continuar para um terceiro mandato.

7 – Boutros Boutros-Ghali

Depois do primeiro secretário-geral da Organização das Nações Unidas de origem americana, foi altura de ser eleito o primeiro de origem africana. Com o seu mandato a decorrer entre 1 de Janeiro de 1992 e 31 de Dezembro de 1996, o egípcio Boutros Boutros-Ghali liderou o organismo até aos Estados Unidos da América terem vetado o seu segundo mandato.

8 – Kofi Annan

Após o curto mandato de Boutros Boutros-Ghali, seguiu-se mais uma pessoa de origem africana na liderança da Organização das Nações Unidas, desta feita o ganês Kofi Annan. Retirando-se após dois mandatos, este governou o organismo entre 1 de Janeiro de 1997 e 31 de Dezembro de 2006.

9 – Ban Ki-moon

Ban Ki-moon foi o secretário-geral da Organização das Nações Unidas que se seguiu, fazendo com que o sul-coreano fosse a segunda pessoa de origem asiática a ocupar este cargo em toda a história. Tal como Kofi Annan, retirou-se após dois mandatos, que duraram de 1 de Janeiro de 2007 até 31 de Dezembro de 2016.

10 – António Guterres

Por fim, resta-nos falar do actual secretário-geral da Organização das Nações Unidas, o português António Guterres. Tendo iniciado o seu mandato a 1 de Janeiro de 2017, é expectável que o mesmo se prolongue até 31 de Dezembro de 2026, a exemplo dos últimos representantes máximos do organismo.

Gostaste do que leste? Então passa pelas nossas páginas de Facebook e Instagram! Seguir-nos nestas duas redes sociais é a forma mais simples de garantires que o Cultura de Algibeira está sempre no teu bolso e que não perdes pitada dos próximos artigos!

Categorias:Cultura Geral

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s