Skip to content
Anúncios

As cinco cidades perdidas da Península Ibérica

cinco cidades perdidas da Península Ibérica Cultura de Algibeira

As cidades perdidas são um dos maiores pontos de interesse e curiosidade ao longo da história humana. Quando falamos em Atlântida, todas as pessoas abrem do seu imaginário em busca de uma cidade afundada onde a riqueza seria imensa. Mas existem muitos outros exemplos de cidades assim e hoje vamos olhar às cinco cidades perdidas da Península Ibérica, ou melhor, as cinco cidades perdidas de que existe conhecimento da sua existência.

1 – Amaya

A cidade de Amaya nunca chegou a ser encontrada mas acredita-se que chegou mesmo a ser a capital ou uma das cidades mais importantes da Cantábria. Apesar de não terem sido encontrados vestígios da mesma, acredita-se que esta estivesse localizada em Burgos, perto da montanha que também dá pelo nome de Amaya.

2 – Cypsela

A cidade de Cypsela, localizada ao longo da costa da Catalunha, é uma cidade de origem grega que, até aos dias de hoje, está perdida. No entanto, existe a certeza da sua existência, uma vez que esta foi mencionada ao longo da história por cronistas gregos, romanos e da era medieval.

3 – Reccopolis

Reccopolis foi uma das cidades capitais de Espanha durante a sua existência, tendo sido fundada pelos visigodos. Apesar da sua importância durante esse período, a cidade acabou por ser abandonada no século X.

4 – Tartessos

Tartessos acaba por ser a cidade mais misteriosa e comercialmente importante desta lista, por existirem dúvidas sobre como esta seria mesmo composta. Sendo uma cidade costeira, esta terá sido um complexo económico e um centro de negociação ao longo do rio Guadalquivir, o quinto rio mais comprido da Península Ibérica. Acredita-se também que esta cidade da Andaluzia poderia mesmo funcionar como um reino independente do restante país. No entanto, devido à incerteza sobre a sua destruição, muitas pessoas acreditam que Tartessos nunca chegou a ser mesmo uma cidade, mas apenas um complexo cultural.

5 – Conímbriga

Por fim, fechamos esta lista em Portugal, com a cidade romana de Conímbriga. Tendo sido utilizada como um ponto de troca e um dos mais importantes centros do Império Romano ao longo de toda a Europa, esta cidade acabou por ser abandonada no século VIII, sendo hoje um ponto de atracção turística e um dos maiores sítios arqueológicos em Portugal.

Gostaste do que leste? Então passa pelas nossas páginas de Facebook e Twitter! Seguir-nos nestas duas redes sociais é a forma mais simples de garantires que o Cultura de Algibeira está sempre no teu bolso e que não perdes pitada dos próximos artigos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: