Saltar para o conteúdo
Anúncios

Cinco curiosidades sobre Joana d’Arc

Cinco curiosidades sobre Joana d'Arc - Cultura de Algibeira

Voltamos em busca de curiosidades sobre uma personalidade mundial no dia de hoje, desta feita de uma personalidade que já não está entre nós, Joana d’Arc. Quem foi Joana d’Arc? Uma adolescente francesa que, há mais de 600 anos, liderou o exército francês a importantes vitórias no campo de batalha. Mas hoje vamos falar sobre outros factos deste grande nome da história francesa.

1 – Epilepsia e esquizofrenia

Apesar de não ter sido diagnosticada com estas doenças aquando da sua vida, médicos e investigadores dos dias de hoje acreditam que Joana d’Arc sofria não só de epilepsia, mas também de esquizofrenia. O que os faz defender esta tese? O facto da militar francesa ter admitido começar a ouvir vozes e a ter visões por volta dos 12 anos, tendo também revelado no seu julgamento que os anjos e santos a aconselhavam e foram os responsáveis pela sua vida militar.

2 – A impostora

Calma, não é Joana d’Arc a impostora! Na realidade, são os seus irmãos e Claude des Armoises que juntos aproveitaram a morte de Joana para enganar o povo francês e recolher presentes dos mesmos. Como? Claude de Armoises fazia-se passar por Joana em todas as povoações que visitavam, contando a história de que havia fugido e casado com um cavaleiro, vivendo escondida de toda a gente. Este plano durou cerca de seis anos, altura em que Claude acabou por admitir todo este esquema ao rei Carlos VII.

3 – Mau temperamento

Nós acreditamos que não deve ter sido fácil para Joana d’Arc afirmar-se no exército francês mas, ao investigar sobre esta militar, também não deve ter sido fácil para os restantes militares de lidar com a mesma. Isto porque são muitos os rumores dos ataques de Joana a soldados que dissessem palavrões, tivessem comportamentos menos próprios e ainda reza a lenda de que era uma especialista a afugentar amantes e prostitutas, tendo morto algumas delas nesse processo.

4 – Inspiração capilar

Joana d’Arc foi também responsável por dar origem a um dos principais estilos de cabelo feminino no início do século passado. Devido ao se fazer passar por um homem, esta utilizava um corte em estilo pageboy, isto é, cabelo curto com franja e laterais pelo pescoço, quase em formato tigela. O cabeleireiro Monsieur Antoine começou a utilizar este corte em 1909 nas suas clientes, dizendo ter-se inspirado em Joana e este acabou por ser popularizado por estrelas de cinema nos anos 20.

5 – Comandante combatente?

Apesar de ter sido a comandante do exército francês e ser recordada como uma guerreira sem medo, a verdade é que reza a história que Joana d’Arc nunca chegou mesmo a combater em nenhum momento da guerra, nem chegou a matar nenhum adversário. Pelo contrário, a sua posição era a de estratega do exército, planeando os movimentos dos seus homens e era também responsável pela motivação dos mesmos. Apesar disso, esta não escapou a ataques rivais, tendo sido atingida múltiplas vezes por flechas que a lesionaram.

Gostaste do que leste? Então passa pelas nossas páginas de Facebook e Twitter! Seguir-nos nestas duas redes sociais é a forma mais simples de garantires que o Cultura de Algibeira está sempre no teu bolso e que não perdes pitada dos próximos artigos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: