Saltar para o conteúdo
Anúncios

As seis profecias mais famosas de Nostradamus

As seis profecias mais famosas de Nostradamus - Cultura de Algibeira, Algibeira, Bolso, Cultura

Michel de Nostredame foi um alquimista francês que nasceu a 14 ou 21 de Dezembro do já longínquo ano de 1503. Além da sua ligação à alquimia, foi também médico e vidente, sendo famoso por ter publicado várias colecções de profecias. Com muitos a considerarem que este homem previu alguns dos maiores acontecimentos da história da humanidade, hoje vamos olhar às profecias mais famosas de Michel de Nostredame, comumente tratado por Nostradamus. Mas, apesar de alguns dos seus textos até poderem parecer estar relacionados com os acontecimentos a que são associados, aproveitamos para te relembrar que também são muitas as previsões falhadas por este francês, já que o mundo teria terminado já no ano 2000 após a terceira guerra mundial.

1 – O Grande Incêndio de Londres

Em Setembro de 1666, Londres foi alvo de um incêndio de grandes dimensões. Tendo levado três dias até ser extinto, grande parte da cidade foi consumida pelo fogo, incluindo alguns dos seus monumentos e a parte medieval da cidade. E Nostradamus havia escrito o seguinte durante a sua vida: “The blood of the just will commit a fault at London, burnt through lighting of twenty threes the six: The ancient lady will fall from her high place, several of the same sect will be killed”. Coincidência?

2 – A Revolução Francesa

“From the enslaved populace, songs, chants and demands while princes and lords are held captive in prisons. These will in the future by headless idiots be received as divine prayers.” Estes versos de Nostradamus são normalmente associados à previsão da Revolução Francesa por se considerar que descreve a Tomada da Bastilha em 1789. Acredita-se que nestes versos existam referência à perda de poderes dos aristocratas franceses por culpa do povo, ficando presos e perdendo também a sua cabeça na guilhotina.

3 – A descoberta de Louis Pasteur

Como bom francês que era, Nostradamus dedicou-se a fazer várias previsões sobre franceses. Com os versos “The lost thing is discovered, hidden for many centuries. Pasteur will be celebrated almost as a God-like figure. This is when the moon completes her great cycle, but by other rumors he shall be dishonored”, foram várias as pessoas que associaram imediatamente a descoberta de Louis Pasteur. Descobriu algo que esteve escondido durante vários séculos, foi celebrado e, durante os anos 90, foi ainda desacreditado por alguns historiadores como Gerard L. Geison.

4 – A ascensão de Napoleão Bonaparte

Nem Napoleão Bonaparte conseguiu escapar às previsões de Nostradamus. Com referências a três cidades do Sul de França – Pay, Nay e Oloron -, os adeptos deste vidente crêem que essas cidades foram propositadamente escritas em maiúsculas nos versos de Nostradamus por ser necessário reordená-las. E, fazendo-o, é possível escrever Napaulon Roy, que poderia ser traduzido para Rei Napoleão, dizem os entendidos. Nós simplesmente achamos que os entendidos faltaram às aulas de francês…

5 – Hitler

“From the depths of the West of Europe, a young child will be born of poor people, he who by his tongue will seduce a great troop; His fame will increase towards the realm of the East”. Consegues identificar algo que te lembre de Hitler nestes versos? Então não estás sozinho! Nascido de pais pobres na Áustria, um país da Europa Ocidental, conquistou todo um país com base na sua oratória e ainda fez parcerias com países de Este como o Japão. Quase faz parecer que Nostradamus conhecia a história de Hitler, mesmo vivendo 400 anos antes do líder da Alemanha.

6 – As Bombas Atómicas

Os versos “Near the gates and within two cities there will be scourges the like of which was never seen, famine within plague, people put out by steel,crying to the great immortal God for relief” têm sido repetidamente associados às duas bombas atómicas de Hiroshima e Nagasaki. Pelas referências a duas cidades, mortes de pessoas por metal e ao sofrimento dos que escaparam à detonação, nós conseguimos perceber a relação que tem sido feita entre o texto e estes acontecimentos.


Gostaste do que leste? Então passa pelas nossas páginas de Facebook e Twitter! Seguir-nos nestas duas redes sociais é a forma mais simples de garantires que o Cultura de Algibeira está sempre no teu bolso e que não perdes pitada dos próximos artigos!

Anúncios

1 Comentário »

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: