Skip to content
Anúncios

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas - Cultura de Algibeira, Bolso, Algibeira, Cultura

Comecemos com uma pergunta de resposta complicada: o que é que atrai turistas até uma determinada cidade ou sítio? Podem ser os preços, a oportunidade de tirar fotografias de fazer inveja ou até mesmo o ter ocorrido um assassinato nesse mesmo local. Achas que estamos loucos? Então prepara-te para os próximos cinco exemplos!

1 – Aqueduto das Águas Livres

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas - Cultura de Algibeira, Bolso, Algibeira, Cultura

O quê? Um lugar em Portugal? Sim, isso mesmo! Antes de ser um ponto de atracção turística, o Aqueduto das Águas Livres servia de ponte entre a região de Monsanto e a actual zona das Amoreiras sendo, portanto, um local de livre acesso às pessoas da capital portuguesa. Onde entram os homicídios no meio desta história? Diogo Alves, um galego que cresceu em Lisboa, assaltou várias pessoas neste aqueduto entre os anos de 1836 e 1839, acabando por as atirar do aqueduto no fim dos seus roubos. Este assassino foi apanhado em 1840, condenado à forca e, ainda hoje em dia, a sua cabeça se encontra conservada na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

2 – Penitenciária do Estado de Missouri

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas - Cultura de Algibeira, Bolso, Algibeira, Cultura

Passemos aos Estados Unidos da América para visitar o sítio que, em tempos, foi apelidado de zona mais sangrenta do país. Tendo estado activa entre 1836 e 2004, esta prisão chegou a hospedar milhares de prisioneiros, acreditando-se que chegaram a existir momentos em que uma única cela era partilhada por oito presidiários. Com um número tão grande de pessoas, ainda por cima pessoas perigosas, as manifestações eram normais, existiam esfaqueamentos quase diariamente e raros foram os dias em que as pessoas das limpezas não encontraram corpos estendidos no chão. Hoje em dia, realizam-se visitas ao interior deste estabelecimento prisional.

3 – Pompeia

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas - Cultura de Algibeira, Bolso, Algibeira, Cultura

Em vez de falarmos de um monumento, desta vez falamos de uma cidade inteira! Pompeia, uma das cidades mais conhecidas do Império Romano, encontra-se actualmente em ruínas, fruto da erupção do Vulcão Vesúvio em 79. Esta erupção causou uma chuva de cinzas que ocultou esta cidade até 1748, quando foi descoberta por acidente. Sendo considerada Património Mundial da UNESCO, esta cidade recebe mais de dois milhões de visitantes por ano. E sim, nós sabemos que não foi um homicídio que aqui ocorreu, mas tu deixas que nós consideremos este acontecimento como um assassinato encabeçado pela Mãe Natureza, certo?

4 – Memorial da Paz de Hiroshima

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas - Cultura de Algibeira, Bolso, Algibeira, Cultura

A Bomba Atómica de Hiroshima dispensa apresentações.E o Memorial da Paz desta cidade foi a estrutura mais próxima do hipocentro da explosão que conseguiu resistir ao impacto. Estando num local onde morreram mais de cem mil pessoas, ainda hoje é um dos destinos obrigatórios para qualquer turista que decida visitar o Japão.

5 – Auschwitz-Birkenau

Cinco locais de assassinatos que se tornaram atracções turísticas - Cultura de Algibeira, Bolso, Algibeira, Cultura

Para terminar a lista, continuamos a abordar um monumento ligado à Segunda Guerra Mundial. Vulgarmente conhecido como o Campo de Concentração de Auschwitz, esta rede de campos de concentração localiza-se na Polónia e foi palco de mais de um milhão de crimes de guerra, isto é, assassinatos. Sendo hoje em dia considerado Património Mundial da UNESCO, este é um dos pontos turísticos mais visitados a nível mundial, dando até origem ao site YOLOCAUST, que questionava as fotos tiradas neste local na actualidade, sem qualquer respeito pelo peso histórico que o mesmo tem.


Gostaste do que leste? Então passa pelas nossas páginas de Facebook e Twitter! Seguir-nos nestas duas redes sociais é a forma mais simples de garantires que o Cultura de Algibeira está sempre no teu bolso e que não perdes pitada dos próximos artigos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: